sexta-feira

BANALIDADES


Comer alguém é algo difícil para muitos de nós – homens normais – o gosto feminino é muito semelhante ao nosso – nos gostamos de putas e vagabundas e as mulheres gostam de homens safados e chineloes. É o mijado falando do cagado. O mercado de caça rende muito. As festas onde vamos para tentar comer alguém movimentam milhões de reais por dia. A prostituição e a prostituição velada (mozinho – faço amor contigo mas tu paga meus carnezinhos, meu condomínio e meu aluguel?) Isso torna o planeta um campo de batalha onde predadores e presas se revezam em ambas as funções.Sexo, dinheiro e amor. Uma combinação perfeita em busca da felicidade instantânea.Vivemos de verdade em uma grande mentira. Somos autores e atores de uma peça de teatro de Moliere ou Shakespeare ou do Zorra Total/Novelas da Globo/SBT/Record – Isso depende da capacidade de raciocínio de cada um e de seu senso critico.Mesclar as palavras viver e aprender é a maneira mais lúcida de sobreviver a nossa efêmera aventura humana na terra.Fazer o maximo para buscar o conhecimento até o ultimo suspiro de modo a fazer valer à pena ter vivido.A maior doença que assola o brasileiro é a preguiça – preguiça de estudar, de aprender, de se desligar de suas velhas concepções e encarar um novo mundo onde não existe tempo a perder com misticismos ou maquiagem de sentimentos. A verdade nunca foi atraente pois ela elimina os heróis.Criamos verdades através de nossa historia – idolatramos criminosos pois assim nós foi ensinado. Quebrar essas tradições e esses elos com o passado para poder estudá-lo detalhadamente trazendo os fatos reais a luz do dia.