quinta-feira

Realmente, um quilo de crack, cem gramas de cocaína e um quilo e meio de maconha foi uma baita apreensão no montante de drogas que circulam pelo estado a cada hora. É como tirar um gota de água do oceano  Pacifico e fazer uma baita publicidade. As drogas vão ganhar sempre se não for feita uma nova política onde se descriminalize o uso de entorpecentes avaliando cada caso independentemente. Que moral tem um pais para criminalizar a maconha ou a cocaína onde uma nação  se embriaga a cachaça todos os dias e milhões de psicotrópicos, ansiolíticos são vendidos todos os dias nas farmácias graças aos lobby dos laboratórios farmacêuticos? As drogas devem ser encaradas  de frente e os barões das drogas em sua grande parte são homens que tem um poder financeiro altíssimo e totalmente brindados. Resumindo: somente o pobre se ferra. A secretaria de segurança já fez a propaganda dela e agora pode descansar uns dias.