quinta-feira










OS RICOS E OS POBRES

     Durante algum tempo fui mensageiro de uma empresa de telemarketing que arrecada fundos para instituições de caridade. Foi uma das maiores lições de vida que eu já tive se não a maior e mais enriquecedora. Em algumas situações temos uma real visão de como é o ser humano sem o cinismo e a hipocrisia da mascara social que temos vestir todos os dias. Quase as totalidades dos doadores que ajudam a instituiçoes filantrópicas moram em bairros paupérrimos em casas extremamente humildes mas limpas.Outro detalhe: Não estão interessados em aparecer ou fazer a mínima divulgação de suas doações fazendo chás, festas e outros eventos com o “titulo” de beneficente como forma de se promover e ainda lucrar em cima. Eu acreditava que quem doava era quem tinha dinheiro sobrando.Algumas vezes fiquei tão sensibilizado que queria doar para o doador.Num barraquinho caindo aos pedaços, mas limpinho, com um fogão a lenha, um DVD, televisão de 29 polegadas, uma cama velha, um sofá todo furado e sem banheiro onde viviam 8 pessoas o casal proprietário, ambos desempregados e vivendo como catadores de lixo e com uma prole de seis filhos fez uma doação de R$ 15,00 para uma instituição de portadores de necessidades especiais.A senhora, com no maximo 30 anos e faltando grande parte dos dentes me deu um sorriso dizendo: “Se a gente não ajudar eles quem vai ajudar? Os ricos somente querem bota o dinheiro fora em bobagem e se aparece  pra eles mesmo”.  O pequeno Trotski que habita meu espírito deu um sorriso de orelha a orelha.Realmente: O grande problema que o planeta terra passa é causado única e exclusivamente pela ganância da burguesia. Existe uma passagem bíblica que segundo as interpretações populares diz: “É mais fácil um camelo passar por um buraco de uma agulha que um rico entrar nos reinos dos céus”.Conclui que ela é verdadeira.




TRABALHOS FORÇADOS  PARA OS PRESIDIARIOS
              O fim das mordomias dos presos com penas que realmente punam o crime.  O retorno da escravidão ou os trabalhos forçados poderiam regenerar a maioria dos criminosos. Se um já homem espiritualizado evolui somente através da dor e do sofrimento continuo durante toda a sua vida  imaginem um ser monstruoso que mata o semelhante por futilidade? Punir com rigor extremo a quem merece ser punido. Castigar a quem fez uma família sofrer para matar um simples desejo de consumo. Às vezes acho que a morte por ser a liberação é pouco e sim o sofrimento até o fim do dias é o melhor dos castigos, pois assim quem comete crimes pagaria um preço justo pelo sofrimento causado.Isso vale do presidente ao mendigo.