terça-feira

Sexo para poucos. Masturbação é o velho dez contra um. A dois são o casal. Três pessoas são uma invenção dos franceses: O badaladissimo Ménage a trois. Quatro pessoas é o swing. Cinco pessoas em diante começam as orgias. Como a sociedade de posiciona quando ao sexo grupal?

Paradoxal: Quando conseguimos o que queremos não queremos mais.

O furor uterino – medo de assumir determinadas relações irreais. Impossibilidade de lutar contra o estado. Violência do homem contra o homem. O triunfo da ignorância.  Novos tempos velhos hábitos. A maneira mais fácil de colocar algo no mercado é colocar o rotulo “universitário” – Pagode universitário e sertanejo universitário são utopias, mas os mais expertos não perdem a chance. A única diferença entre o impossível e o improvável é a possibilidade- não existem vencedores nem perdedores na vida e sim lutadores - ninguém nunca acha e por isso as coisas acontecem. Erros e mais erros. Guerras e mais guerras – mundos em fúria.  Deixar morrer em nome da lei

Em nome da lei deixamos as nossas crianças morrerem. Em nome da lei os prevaricados se sucedem nos governos e nos parlamentos de todo um pais. Em nome da lei filhos humilham os pais. Em nome da lei as pessoas matam por matar e não são punidas porque não adianta punir alguém por algo que já aconteceu. A lei diz que um crime não justifica outro crime. Em nome da lei os fora-da-lei enriquecem e os homens honestos vivem num inferno tentando provar sua idoneidade
O super-homem também faz coco