domingo

OS DEUSES ESQUECIDOS DAS ACADEMIAS E A MEMÓRIA
Para enfrentar o futuro precisamos das lições do passado. Reter as informações de outrora para utilizá-las posteriormente em soluções de problemas que possam ocorrer. Recorremos ao passado para organizar nossos pensamentos para enfrentarmos os desafios de nossa existência. Nossa memória pode ser trabalhada se desenvolvendo a ponto de beneficiar em muito o nosso dia a dia. Durante nossa vida retemos algumas informações e precisamos anotá-las em papeis ou agendas. Estas memórias não são perdidas, mas ficam acondicionadas em algum ponto de nosso cérebro. Caso treinarmos nosso cérebro ele aumentara em muito a capacidade da memória de trabalho além de proporcionar o crescimento do ser ao conseguirmos reter, estudar, avaliar e resolver situações que muitas vezes passam despercebidas e no futuro formam uma bola de neve de problemas que muitas vezes são irreversíveis se não forem solucionados a tempo. Hoje o maior de todos os problemas encontrados pela sociedade é a preguiça de utilizar todo o potencia do cérebro com medo dos choques que o pensar cause ao entrar em contato com um sistema que proíbe o livre pensamento através da manipulação de informações. Eu vejo academias lotadas de pessoas desesperadas para serem admiradas e desejadas. As universidades publicas não conseguem dar conta da quantidade de candidatos que desejam concluir um curso superior para ganhar mais ou conseguir mais admiração dos que não tiveram a mesma determinação. Ambos vivem para os outros e somente querem satisfazer as necessidades alheias esquecendo-se de sua vida e, portanto perdendo sua identidade ao não valorizar suas memórias. Antes de esquecer o passado temos que aprender com ele para não cometermos os mesmos erros. O culto ao corpo é uma grande fuga da realidade a tal ponto que a maioria das pessoas que se dedicam a esta atividade tem a mentalidade de uma criança de 12 anos e jamais amadurecem, vivendo exclusivamente da futilidade e para a futilidade de adorar algo que em pouco tempo vai envelhecer, adoecer, morrer e apodrecer. Adorar seu corpo sem estudar e trabalhar nossas mente e nossas memórias é um caminho lento para a autodestruição da existência passando a ser apenas uma marionete. A única coisa que nós pertence são nossas memórias e as cicatrizes ou bons momentos que elas nós trazem e trabalharmos o nosso passado e nossas lembranças podem fazer com que construamos um futuro muito melhor.