domingo


DUBLADO OU LEGENDADO
As pessoas metidas a besta dizem que gostam de ver os filmes legendados por que nos  dublados elas não podem  avaliar a atuação do ator.Se estas pessoas entenderem o inglês ou sabe-se la a língua que o filme foi feito, fluentemente, tudo bem. Se for  somente o verbo “To Be”  são farsas grotescas, esnobes, babacas, bobalhonas e mentirosas.Eu não nego que comia o pão que o diabo amassou com os pés tentando ver filmes legendados para provar para mim mesmo que eu podia ser igual aos  intelectuais  deixando de ser o  suburbano de  terceira categoria que tinha o vicio de ler jornais desde os seis anos de idade.  Fui usar  papel higiênico de verdade ao doze e nessa relação que foi originada pela miséria me fez cair no gostoso vício de ter os jornais  como a minha fonte de informação de maior credibilidade(Única para ser mais  ser mais baba-ovo da imprensa escrita! Ninguém é prefeito...).Para 200% das pessoas que me relaciono ver um filme dublado é um árduo sacrifício, pois ler cansa e da dor de cabeça e os diálogos  não vem mastigadinhos como nas dublagens.Vivi durante os últimos anos divididos  nestes dois mundos (Quando o  cinema de verdade existia em Pelotas e os filmes não estavam semanas antes da “avant premiere” no camelódromo,  não tínhamos opção a não ser ler as legendas - eu não tinha escolha – Ou lia ou lia...): O  dos metidos a besta, dos quais eu sonhava um dia em fazer parte e dos que tem uma preguiça desgraçada de encarar um leiturinha e dar uma forçadinha nos neurônios e se ferram toda a vida num trabalho braçal desgraçado, mas pelos menos são  menos cínicos que os metidos a besta.Consegui resolver esse dilema soltando a franga:Assisto  dublado direto, salvo na TV a cabo que somente passa alguns filmes e series legendados. Tive que assumir que não entendo patavina de inglês, que o tempo de ler a legenda me tira a atenção da interpretação do ator, pois ou eu leio ou assisto o filme e não quero forçar meu cansado e degenerado cérebro. Como muitos  dubladores  brasileiros  são atores espetaculares e até mesmo da elite das grandes redes de TV e do cinema  acabei por unir o  agradável ao agradável. Assisto toda expressão corporal e facial  de um ator iraniano ou indiano(Mentirinha: Não consigo perder a mania de dizer que gosto de cinema asiático quando sou viciado em pastelões e enlatados yanques e  o melhor filme que já assisti foi “Americam Pie” e achei Lost uma obra-prima da  arte universal além de fazer “orações”  para o Dr. House!!!) unindo a magnífica interpretação vocal dos nossos dubladores. Dois espetáculos em um. Se você assistir ao filme legendado e depois ao mesmo filme dublado você tem dois shows. Eu ainda faço o sacrifício de ver de vez em quando algum filme legendado para não deixar os poucos neurônios sadios que tenho ainda mais preguiçosos mas a curtição mesmo é dublado.Dependendo do filme, é show de bola dos atores estrangeiros e dos dubladores tupiniquins que em nada tem a dever aos astros estrangeiros.Um complementa ao outro numa perfeita sintonia.Em algumas coisas a gente muda: Filme para ser bom tem que ser dublado.