sábado


    “A única maneira de civilizar o transito em Pelotas seria abater os maus motorista a tiros no momento da inflações capital”. Quem comete uma inflação comete um milhão. Quem faz pega uma vez faz sempre.Quem atendo ao celular uma vez atende sempre. Que gosta de guiar bêbado não deixar de guiar bêbado até morrer pois caso ele matar quando voltar (se deixar) de dirigir ele vai fazer tudo de novo. Ter franco-atiradores sempre prontos a abater a tiros os infratores de fazer motorista virar gente. Tenho certeza que o numero de mortes rapidamente reduziria a zero. Ousado no transito, covarde na vida. Quem não deve não teme. Estou sentindo que, com o aumento da ilusão do poder de renda, o desespero de aparecer e ser bem tratado pelas pessoas e de buscar seu espaço façam as pessoas desesperadamente buscar de uma scooter ao um carro de luxo.Existe carro demais, espaço de menos e muita gente não sabe dirigir. Não tem a mínima noção dos riscos que existe em guiar um veiculo numa cidade projetada a mais de um século. Muitos descarregam seus traumas e raivas no transito (Eu costumo sair de casa e começar a xingar os motoristas que fazem barbeiragens botando a vida dos outros em risco (Sinceramente – com a deles não estou me importando, pois se quer se matar que se mate, mas os inocentes que nada tem a ver?), buzino, faço cara de nojo, gestos obscenos e saio disparando... Sei que estraguei o dia dele. Fiz minha parte. Conscientizem um cidadão. Cada vez que percorro os sete kms que separam minha casa do Café Aquarius tenho vontade arrancar os pentelhos do cú.