sábado


Homens não mentem. Inviável admitir que homens públicos mintam para seus eleitores. Sufrágio universal. Democracia. Autoridades constituídas. Todo o funcionário publico, do gari ao Presidente da FEBRABAN, digo da Republica, são empregados do cidadão brasileiro, seja ele um mendigo viciado em Crack ou um fútil empresário. O estado é abstrato. Ele apenas repassa o salário que nós pagamos as autoridades constituídas para elas nós servirem. O professor é um empregado do aluno. O médico é do paciente, assim como o advogado é do cliente. A ilusão e algo fantástico mas na realidade um rico jamais respeitara ou admira um pobre e sim terá pena dele concedendo migalhas.A Pelotas de hoje corresponde a alguma cidade inglesa do século XII, mas com algumas deficiências