sábado

ESSAS VOVOZINHAS E SUAS AVENTURAS...

Estes dias li no meu Diário da Manhã que uma vovozinha quase nonagenária tinha caído no conto do bilhete. Que vovozinha cara-de-pau em registrar ocorrência! Tinha grandes chances de se dar bem nas "artes cênicas do fingimento" da política brasileira. Convenhamos... Aqui entre nós – Quem cai no conto do bilhete é muito mais safado que o vigarista. Os idosos não são mais ingênuos e sim muito mais ambiciosos que os mais jovens e por isso eles já chegaram à conclusão que na vida a única coisa que interessa é o dinheiro. A vovozinha pagou o preço pela sabedoria num mundo onde uma “boa grana” compra todos os sentimentos ou no mínimo condiciona-os. Não fico mais com pena de pessoas que caem no conto do bilhete. É um castigo merecido. As pessoas honestas quando são abordadas por alguém com propostas absurdas recusam ou chamam a policia. Depois reclamam dos políticos...