terça-feira


"Com toda a sinceridade, não desejo nenhum prêmio internacional, é muito cacete."

"Eu passo muito bem sem Deus."

"O povo toma pileques de ilusão com futebol e carnaval. São estas as suas duas fontes de sonho."

"Como cronista procuro apenas amenizar um pouco o aspecto trágico, sinistro, do mundo em que vivemos."

"Não sou um escritor na acepção literária da palavra, mas alguém que fez da poesia a sua saída."

"Eu me considero, no máximo, o maior poeta vivo da rua onde moro, onde, aliás, não me consta que exista outro poeta."

"A pornografia ofende mais a minha sensibilidade do que a minha moral."

"É meio constrangedor a gente ficar, depois que todos vão embora."

"Eu não acredito em nenhum valor de ordem política, filosófica, social ou religiosa. Acho a vida uma experiência que tem de ser vivida e se esgota, termina. Depois disso, mais nada."

Carlos Drummond de Andrade