domingo

rascunhos

Pobre Cindi... o velho travesti já estava cansado. Noite após noite, ano após ano a procura de um grande amor nas praças e parques da vida, transando com tudo e com todos por alguns trocados. Quando tinha dez anos Cinde, afeminada, foi violentada pelo seu pai. Ambos gostaram e ali começou uma estranha historia de amor e pecado. Durante alguns anos Renato e Cindi/Alexandre viveram uma historia incestuosa e pervertida. A mãe de Cindi como uma boa mãe e uma boa esposa não sabia e nem nunca soube de nada até que Renato começou a mudar. Renato começou a amar o filho gay que odiava. Renato apoiou a Cindi a sair à noite para conhecer gente nova e ser feliz. Pai e filho, ambos apaixonados e com medo de seus instintos. Mentiam para si mesmo. Pobre Renato: Um dia foi encontrado pela esposa enforcado no banheiro. Cindi perdeu seu grande apoio. Resolveu ir dar na praça como todo o travesti faz para sobreviver. Cindi tinha apenas quinze anos.