sábado

HOMENS DAS CAVERNAS


Os dias passam nas nossas vidas que nem sentimos o correr do tempo. Fazemos as coisas com quais sonhamos a vida toda com uma enorme naturalidade depois que as alcançamos que esquecemos o pepino que comemos para conseguir chegar a tão situação confortável. Se nós matamos anos a fio para conquistar o amor daquela mulher gostosa e inteligente e quando vamos transar com ela após termos cativado seu coração tudo fica tão automático que uma boneca inflável ou o travesti da esquina da mais tesão. A guerra para conseguir um emprego ou comprar um carro e que depois em momentos de porra-louquice/exibicionismo botamos tudo fora. Essa instabilidade do ser humano e seus valores deturpados pela necessidade de consumo tornaram a civilização uma grande piada perigosa onde à mentira, o misticismo e o medo reinam numa sociedade onde tudo de compra desde o amor verdadeiro até o poder absoluto. É extremamente difícil para alguém com valores morais e éticos sobreviver no Brasil do século XXI onde tudo que se precisa para enriquecer é desobedecer à lei e a ordem e juntar uma grana para contar com uma ótima banca de advogados e comprar amigos influentes e amores calientes. Nascer nas trevas da idade das trevas é complicado. Antes não se tinha o conhecimento. Hoje se tem o conhecimento e se mantém em segredo para controlar os homens e manter-los atrelados a grandes farsas que beneficiam os proprietários da verdade oficial. Em alguns séculos teremos tanta vergonha de nossas atitudes de hoje como tivemos a alguns séculos queimando qualquer pessoa que ousasse desafiar as leis de Deus que foram escritas, idealizadas e ditadas pelos homens. Ainda bem, que este momento é difícil é transitório, vai passar e a grande tristeza que não estaremos mais aqui quando o homem se tornar um homem de verdade e não um animal semi-domesticado com hábitos e atitudes de selvageria e primitivismo.