domingo

BEM VINDO AO CLUBE.


video

Faz dias que não sento a bunda para escrever algo. Escrevo por compulsão ou por vicio. Até hoje não sei, pois escrevo para mim. Claro que fico feliz se alguém lê, mas como isso é raro tenho deixado de lado o meu arquivo de textos. (Alguns, por questão de glamour chamam de blog). Por enquanto não puder bancar publicidade de meu blog (arquivo) e outros blogs/midias acho que tenho me desgastado muito em prol de nada. Sem dinheiro para se investir em publicidade não se chega a lugar algum na internet. Sou desprovido de qualquer tipo de talento real - Não passo de um contador de historia urbanas semi-alfabetizado. Preciso de investimento em mídia para fazer meus textos toscos, mal-escritos e vulgares serem reconhecidos pela comunidade. O povo somente gosta do que mandam ele gostar. É um bando de bestas que ficam esperando serem abatidos pelo estado. Eu gostaria de contar historias mais atraentes que fizessem todos sonharem com um mundo melhor, mas sei que este mundo melhor esta dentro de cada um de nós. Sei que tenho errado muito feio em todos os escritos, sei que tenho feito tudo da maneira errada, mas qual seria a maneira certa? Estou rodeado de bestas quadradas que não comem de garfo e faca, acreditam na bíblia, em pecados, mas que traem as esposas, dão a bunda, roubam, mentem, são hipócritas, maldosos, totalmente incapazes de ter um sentimento ou abstrair. Quando você mora num pais de duzentos milhões de habitantes no qual 80% não lêem, quem quer escrever fica sem perspectiva alguma, pois o publico é muito seletivo: Ou você escreve merda que nem o Paulo Coelho ou vira um Saramago. Não existem finais felizes - Todos apodrecemos num caixão devorado por vermes... Cadáveres em desespero e nada mais e por que não valorizamos a vida na plenitude ao invés de brincarmos de homens? Talvez este seja o meu grande desbunde com a raça humana: Quando um gari é muito mais culto, perspicaz, inteligente e com muito mais a ensinar que a maioria dos doutores algo este errado e não existe interesse de mudar. Como um simples escritor de fanzines pode fazer algo para alertar a população da grande farsa e de como todos se portam como zumbis? Como posso alertar as pessoas que ficar na frente da TV vendo novela é um suicídio? Os dias passam cada vez mais rápidos e são gerados pelo sistema cada vez gente mais burra e incapaz de decidir seu futuro.