sábado

MEU ULTIMO GRANDE HEROI


Carvalho: eu somente conheci um presidente da Republica – O Figueiredo!!! Faz uns quase trinta anos, que eu vi o João Batista! Ele num Opala,e eu com a minha Peugeot 10, do lado do meu pai e minha mãe, eles num Chevetinho 74. Uma multidão no inicio daqueles anos 80 se aglomerou na saída do aeroporto para ver o presidente. Parecia os EUA. Todo mundo acenando bandeirinhas da mãe pátria. As crianças uniformizadas.Militares fardados e armados para todos os lados. Eu lembro que olhei-o , naqueles poucos segundos que o Opala dele passou por minha frente, dentro dos seus olhos, o cumprimentei com um sorriso. Ele correspondeu o sorriso com outro sorriso!Meio sarcástico e triste. Nunca mais vou esquecer este momento. O presidente do Brasil sorriu para aquele gordinho de franjinha e tênis Bamba, calça de brim coringa e aquela camisetinha Hering do sindicato Solidariedade colada no corpo. Essa cena se repete num eterno Dejavu como se ele quisesse dizer:

-Gordinho, te prepara pelo que tu vai enfrentar na democracia...KKKKKKKKK...as coisas sempre podem piorar, e piorar muito...

João Batista tinha razão, pois depois dele somente venho merda como presidentes, exceto Itamar Franco, que acredito ter sido a única coisa que prestou na política brasileira nos últimos 20 anos, mas ele não gosta de largar grana para as grandes corporações de mídia. Onde quer que esteja, o General Figueiredo cumpriu sua missão plenamente, mas esta laia que esta ai...abrindo o coração de quem viveu na Ditadura...Bons tempos aqueles... Até sexta-feira que vem ou em edição extraordinária...fui!!!.

OS: para os imbecis que disserem que na época da ditadura eu não poderia escrever isso. Respondo que na época da ditadura eu não precisava escrever isto pois tinha tudo para todos...bastava ser a favor do governo!!!