sábado

VAGINAS SAO VAGINAS

A vagina da Srta. S. me fascinou por algum tempo. Vaginas são vaginas. Briguei comigo mesmo e com Deus e perdi a dignidade. Beijei os pés desta puta e vaca. Matei a vergonha na cara por uma trepadeira de esquina qual eu queria que fosse meu grande amor. Era quarta feira de tarde. A vaca tinha saído da faculdade, foi para casa a fim de trepar. Comecei a beijar aquela puta na boca e nossas línguas fizeram um balé, comecei a acariciar sua bunda e toca seu anus...estamos loucos se mordiscando, fui caindo e chupei seus seios, seus umbigo , beijei seus pentelhos e ao me aproximar do clitóris respirei fundo...Puta que pariu – Acha que a vaca tava com um fungo e não tinha se lavado desde manha – Que fedor...Quase desmaiei e brochei imediatamente- A vaca me perguntava por que eu não queria mais, mas eu não tinha coragem de magoá-la...ficou assim...para ela a dor de ter sido desprezada- para eu a utopia de sentir no paraíso o cheiro do inferno.