segunda-feira

POLITICOS: ALEM DE BURROS ,LADROES...




O sistema é muito sacana. La estou eu, fazendo um lanchinho básico numa conhecida padaria de Pelotas. Alguns clientes, o proprietário e eu discutíamos sobre a "popular" sem-vergonhice dos políticos. Puxamos do fundo de nossas almas nossos brios e buscávamos mudar o Brasil e acabar com as safadezas. Naquele momento eu me senti um cristão na catacumba com uma Uzi. Nosso ódio junto a nossa fé num Brasil melhor nos tornou revolucionários instantaneos. Fim das mordomias, das roubalheiras e da impunidade. Naquele momento eu senti o nervo exposto do povo brasileiro. Idéias como pelotões de fuzilamento, bombas de nêutrons no planalto vinham na pauta da conversa. Parecíamos um bando de insanos lideres revolucionários buscando a chamada Vergonha na Cara...Imaginem Zumbi, Hitler e Golda Meir marchando juntos buscando unicamente a honestidade. Somente isso que nos queríamos dos políticos, mas para ser honestos não basta prestar contas. Honestidade é algo complexo. Estávamos com idéias que fariam Pol Pot ser uma tia de maternal.De repente: Um político grandão adentra o local. Imediatamente a fisionomia de revolta do proprietário se tornou um cínico e amável sorriso. Os revolucionários voltaram a ser funcionários e os fregueses por sua vez voltaram a ser fregueses. O silencio reinou por alguns instantes onde questionávamos o tudo e o nada. O político olhou para meu prato e pediu exatamente a mesma coisa.Tudo voltou à normalidade. Nosso mundo voltou ao que era. Pastel de ricota com refrigerante dietético. Não existe nada mais politicamente correto que isso. Na hora de pagar e ir embora , um tchauzinho e aquela olhadinha de canto de olho. O político travava uma verdadeira guerra com a ricota, uma meleca só. Parecia uma criança de três meses tentando comer papinha sozinha, enquanto o garfo e faca pareciam objetos de decoração. Quem delega poderes a incapazes provavelmente vai ser prejudicado. Tive que parafrasear um famoso revolucionário hebreu do inicio do primeiro milênio. "Perdoa. Eles não sabem que fazem."

14 comentários:

  1. Gostei muito do modo revolucionário que você estava até o momento em que entra um figurão da politica e vocês se acuam.

    É uma ótima metáfora de como e o povo brasileiro: sempre revoltado, mas na hora H, nada fazem.

    ResponderExcluir
  2. Estou no Acre, um estado bem menor que RS, e,por consequência, muito envolvido com assuntos políticos. Aqui, nao só lanchamos ou tomamos café com políticos eleitos, eles moram do lado da nossa casa. As vezes, respiramos tão fundo o mesmo que ar que eles que nos sentimos sufocado. Aqui no Acre, especificamente na capital, todo mundo conhece todo mundo. Diante desse relato e do que li aqui, concluo que não somos tão diferentes: sempre nos calamos diante deles. Mas, por quê? Eu também nao sei responder. Talvez por que esqueçamos que eles são nossos funcionários. Em nenhuma empresa séria e que queira funcionar corretamente, o patrão jamais deixará que os empregados façam o que querem. Repito, jamais. Mas, tanto aqui quanto ai em Pelotas - ou melhor, no Brasil todo - nós deixamos! Quando isso vai acabar? Não sei. Afinal de contas, eles continuam matando os revolucionários, não na cruz, mas com "cala-bocas" monetários ou perseguição. O Brasil ainda não é melhor que o nosso voto.

    ResponderExcluir
  3. André,
    Já fui "bandido" e "mocinho", pois já trabalhei com políticos (fui Secretário Municipal de Administração, Fazenda e Planejamento de três prefeitos) e já trabalhei em eleições junto à Justiça Eleitoral, na organização de eleições.
    Hoje ando revoltado com os políticos em geral, em especial com o Senado e a Câmara pelos últimos fatos.
    Estou do seu lado.

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho um texto que fala sobre isso também:http://vitorfarias.blogspot.com/2009/04/olha-o-noticiario.html
    O título é OLHA O NOTICIÁRIO

    ResponderExcluir
  5. hahahhaha Você escolheu os desenhos a dedo, literalmente! Fechou perfeitamente com o texto e é a mais pura verdade.

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. André,
    Já atuei junto a políticos locais - fui Secretário Municipal de Administração, Fazenda e Planejamento de três prefeito -, mas hoje estou muito irritado com os políticos em geral. Câmara, Senado e Governo Federal andou fazendo cada uma, que só Deus sabe como consertar tudo isso.
    Tal qual você, estou "gritando" contra tudo no meu Blog.

    ResponderExcluir
  7. Muito blá,blá,blá e pouca ação. Melhor dizendo, nenhuma ação.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Falar,falar e falar...
    Na hora de agir... Nada....

    ResponderExcluir
  9. Está muito dificil acreditarmos na classe politica, estão muito longe de terem credibilidade. Abraços

    ResponderExcluir
  10. André,
    O pior de tudo é que as coisas acontecem desse jeito,exatamente desse jeito,até quando?
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Mas que é isso, gaúcho? Não estou acreditando, tchê.

    ResponderExcluir
  12. Eu não conheço nem nunca ouvi falar da existencia de um politico honesto e sincero, cumpridor de suas promessas =/

    ResponderExcluir
  13. realmente; odeio politiiicos

    ResponderExcluir
  14. ehehehehe
    Imperdível!
    Isso na minha terra chama-se "ter só garganta"!
    Mas o povo é assim mesmo, não desesperes!

    Abraços
    Luísa

    ResponderExcluir

Fala tchê: