sábado

TODO MUNDO QUER AMOR...


O amor transcende na sua maneira de se expressar. Somente dizer “amor” não define o sentimento mais belo e importante dos seres humanos. Arnaldo Antunes disse “todo mundo quer amor”. Busca desesperada pelo abstrato sentimento de se sentir importante na vida das pessoas. E melhor amar ou ser amado? Sem duvida: Amar. Todos nos buscamos algo ou alguém para amar. Inventamos paises, folclores e culturas para podermos amar.Todo mundo quer amor e todo mundo quer amar. O maior amor de todos os amores é o materno. Esse é muito foda pois somente um palavrão para definir amor de mãe. Amores que passam pelas nossas vidas, a amiga gostosa que vemos envelhecer ao nosso lado e nunca traçamos. Os sonhos e os ideais.Tanto o amor que faz maometanos morrerem por Ala enquanto outros dedicam sua vida a salvar vidas. A ironia da incoerência do ser . O amor de um artista para com sua obra.O amor do atleta pelo esporte - O amor sem-vergonha e pervertido do sexo e da luxuria. Amor. A paixão por selos, jogar xadrez...O amor esta na busca. O tempo passa e a busca continua. Desde um beijo libidinoso no colégio até uma avó beijando seu neto. O mais interessante é que ninguem define o amor:Teorias e nada mais. Ele mexe demais com nossas vidas, pois é atrás dele que estamos a cada segundo. Cada passo, cada olhar na rua em busca da cara-metade, festas regadas a alucinógenos para se divertir mascarando, que no fundo somente esta se buscando alguém para amar. Quantas pessoas gostariam de ter amado? Uma noite de prazer ou para toda a vida. Quantas vidas paralelas não poderíamos viver se fossemos correspondidos em todas as nossas paqueras? As paixões e o amor, eternas guerreiras entre nossos sentimentos, indefinível e tão íntimos que talvez seja impossível separa-los. A vida na busca do amor, plenitude plena e tranqüila da serenidade. As luzes do palco da vida vão diminuindo com o passar dos tempos, mas o amor e as paixões dos amantes continuam fortes até as cortinas se fecharem. Arnaldo: todo mundo quer amor. É verdade.