segunda-feira

A DITADURA DO BOM SENSO.



Uma civilização avançada. Assim poderiam ser descrito os habitantes humanos do planeta terra? Guerra de religião numa época que a tecnologia fabrica deuses em serie e a mídia da informação comanda o mundo. O que faz poucos metros separarem uma favela com moradores analfabetos de milionários. Será que a palavra sociabilidade não existe no vocabulário do homem. Antes de inventarem os presidentes, parlamentos ou monarcas constitucionais todos os estado eram regidos pelo rei ou imperador. Os paises com governos autoritários que são ricos no dia de hoje vivem na idade da pedra e fica difícil associar a um governo sem participação popular no Brasil. Tomas Moore que me perdoe, em brincar com a palavra que da titulo a sua “Utopia”; mas como seria um Brasil autoritário? Um pais onde bandido ia ser punido como merece. A miséria e as favelas iam acabar, pois todos iam trabalhar. Muito brasileiro tem preguiça de pensar. Um governo que obrigasse o cidadão a ser alguém através de um serviço civil obrigatório. Será que servir três anos a pátria não serviria para ensinar nossas jovens lições de caráter e cidadania. Precisamos conscientizar que a griffe do tênis não interessa e muito menos a marca do carro. O homem tem que ser visto com um todo pelo próprio homem. A falta de preparação das pessoas para lidarem com si próprios. O desejo desesperado de chamar a atenção. Será que muitas pessoas que não levantam no ônibus para dar lugar não o fazem para sentir um pouco de admiração. Nos meus queridos anos 80 existia a palavra “grau”. Fazer um grau com a mina. Onde foi parar aquela geração? Será que a liberdade nos ensinou a sermos melhores pessoas? Ou foi tempo perdido, com nossos sonhos de liberdade e igualdade. Tive amigos que amavam Marx sem jamais tê-lo lido. Faz muita falta uma educação rígida. Leis de verdade. Brasileiros que saibam pensar de verdade e agir conforme suas convicções não marionetes nas mãos de programas de televisão e das mentiras da web. Isso da medo. Deu medo há vinte anos. Da medo hoje. Um mundo melhor esta dentro de nós. Regimes de governo são símbolos para traçarmos nossas metas e nada mais. Participar das decisões é importante? Se alguém extremamente competente estiver no comando das decisões por que atrapalhar. O Brasil pode mudar, mas os brasileiros devem mudar juntos. Um homem tem na vida coisas muito mais importantes que escolher seus lideres. Talvez no futuro isto não seja mais preciso.

3 comentários:

  1. André,
    O Brasil pode e deve mudar sim,porem os brasileiros terão que mudar também,o governo deve ser composto por cada um de nós.
    Abraços e parabéns por mais um belissimo texto.

    ResponderExcluir
  2. Por tudo que tenho visto acho que essa mudança vai demorar muito. E já passou da hora. A impressão que dá é que estamos regredindo.

    Abração

    ResponderExcluir
  3. André, perfeito artigo. O Brasileiro precisa mudar muita coisa. Precisa ser mais valente e menos cômodo para enfrentar problemas. Precisa saber se unir para combater a roubalheira. Precisa mudar sua cultura de pensar e ser e não dizer que a culpa de tudo é por causa da cultura brasileira. Temos um longo caminho pela frente.

    ResponderExcluir

Fala tchê: