sábado

EUTANÁSIA.

Sempre me manifestei a favor da eutanásia e já avisei que no momento que eu não tiver como manter minha dignidade podem desligar os aparelhos ou me dar um tiro na nuca! Muitas vezes matar pode ser necessário! Temos que valorizar a vida até o ultimo segundo, mas quando ela se esvai deixando um corpo inerte não tem mais o que fazer. As organizações religiosas sem ter nada de produtivo para fazer pela sociedade a não ser torná-la mais imbecil ainda procuram polemizar e encher o saco!!!!! Nós, eu e você, somos responsáveis indiretos por muitas mortes todos os dias por causa da omissão de nada fazermos contra um estado débil, decorativo, imbecil, fútil, canalha e ladrão. Fazer alguém sofrer para fazer bonito para Deus é diabólico. Decidir entre a vida e a morte esta nas mãos do homem e nas mãos de Deus (é barbada botar o pepino para o papai de o céu segurar!!!!!!). Somos responsáveis pelo nosso destino e dos que dependem de nós. Por que esse medo do ser humano em assumir sua verdadeira responsabilidade e caminhar com seus próprios pés??? Eutanásia, pena de morte e aborto são realidades que temos que encarar e não socar a cabeça num buraco como um avestruz ou agir feito louco como os fanáticos religiosos. Em determinados casos não podemos dar vazão a emoção e sim somente a razão.

16 comentários:

  1. "As organizações religiosas sem ter nada de produtivo para fazer pela sociedade a não ser torná-la mais imbecil ainda procuram polemizar e encher o saco!!!!!"

    Discordo. Não tanto da crítica feita às organizações religiosas(que você colocou de forma GENERALIZADA), mas do tom de desrespeito à crença dos outros. Oras, se é uma organização religiosa, deve-se pregar aquilo em que se crer, deixando ao seguidor a liberdade de escolher praticar ou não a eutanásia, A pregação deve ser feita de forma honesta, sem manipulação nem imposição de idéias. Isso infelizmente acontece, mas não é em todas as organizações religiosas. Então creio que devemos tomar cuidado com a forma com expomos nossas idéias. Generalizar é fácil demais!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. E o que é o direito à vida? Não seria o direito a ter uma vida digna? Ou será que nós estamos também submetidos a outras pessoas que decidirão quando e como devemos morrer?

    ResponderExcluir
  3. André, eu concordo com você. Se ficasse preso a uma cama vegetando até o fim, preferia morrer antes. Certa vez, Ayrton Senna disse que "Prefero viver plenamente. Muito intensamente, porque sou uma pessoa intensa. Viver parcialmente arrunaria a minha vida". Utilizo essa frase na minha filosofia de vida. Respeito todas as opiniões sobre o tema, mas se fosse comigo, lutaria para desligar os aparelhos.

    A Igreja e os conservadores tentam manipular as mentes, dizendo não faça isso, faça aquilo. Na minha cabeça eles não entram. Faço aquilo que acho certo e não faço o que acho errado e ponto final. Respeito as opinões contrárias a minha, mas também acho que minha opinião deve ser respeitada. Afinal estamos em uma democracia não?

    ResponderExcluir
  4. eutánasia é um discussao que nunca chegaremos a razao.

    varias pessoas apoiam, mas se fossem com alguns membros da familia dela nao gostariam.

    e assim sucessivamente.

    depende mto de cada um

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Com algumas correções:

    Ainda assim, vou continuar discordando de você. Organizações religiosas não se resumem a instituições católicas falidas, presididas por padres hipócritas pedófilos que vivem de aparências. Existem SIM trabalhos de cunho "religioso" feitos com seriedade por pastorais da ICAR (como a pastoral da criança e a pastoral da juventude), as obras de caridade realizadas pelos vicentinos em MG - da Sociedade São Vicente de Paula, há também trabalhos missionários provenientes de igrejas protestantes (como o projeto do Diante do Trono, da Igreja Batista da Lagoinha, que resgata meninas do mundo da prostituição etc). Tem o outro lado também. As denominações religiosas não se resumem a atos hipócritas e abomináveis, apesar de ter membros que cometem erros gravíssimos, dignos de punição.

    Não estou na sua pele pra saber o que você passou (que realmente deve ter sido terrível), mas ainda assim acho que você peca ao se referir às organizações religiosas de forma tão generalizada e tendenciosa. E, politicamente, eu me posiciono contra.

    Uma coisa é uma coisa. Outra coisa é outra coisa. Você ter sofrido abuso sexual quando criança não juastifica sua atitude insensata e preconceituosa. Cada qual tem a sua crença, seus princípios e seus valores. Se você crê que a eutanásia é válida, ótimo, defenda-a; só não agrida aqueles que pensam diferente de você por questões de crença. Respeito, prudência e bom senso vêm a calhar demais, tratando-se de assuntos tão graves e polêmicos.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Me manifesto a favor da eutanásia - desde que haja um registro em algum documento confirmando a vontade da pessoa -, aborto e pena de morte. As instituições e autoridades religiosas se opõem a isso e acabam atrasando a sociedade.
    Eles se dizem a favor da vida, mas se opondo à esses 3 itens eles se mostram totalmente ao contrário.
    Abraços!
    Novo blog.
    http://omundodellemos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Olha sinceramente eu sou contra a eutanasia...Pois ja teve caso q a pessoa ficou anos emcoma e voltou...Sei la esse assunto vai contra td=s meus principios basicos...Mais cada um é cada um....

    By Anynha ^^)
    http://garotas-amc.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. para cada mim casos um volta de novo a vida com sequelas que nao vao mudar sua situaçao.

    ResponderExcluir
  10. Apresentei seminários sobre os três tema que disse, incluindo Células Tronco.
    Li e ouvi muitas e muitas opiniões em relação a esses temas e acabei formando a minha própria opinião: Sim, eu sou a favor!
    Podem me chamar de sem coração, de irracional...Mas não vou deixar de expor o que penso.
    Se uma pessoa está vegetando e, provavelmente apenas com um milagre, ela iria acordar e viver. Porque não desligar os aparelhos?
    Claro, raras são as famílias que querem autorizar tao desligamento, sabe porque? Não aceitam o fato de que chegou o fim da vida para aquela pessoa.
    Não, eu não sou coração de pedra. Pelo contrário, sou até sensível demais. Só que como você mesmo disse "em determinados casos não podemos dar vazão a emoção e sim somente a razão."

    Não vou ficar expondo todos os meus argumentos aqui senão daria um post. rs
    Mas fica a minha OpniãoInútil superficial: EU SOU A FAVOR!

    http://opniaoinutil.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. gostei do post! Não falo isso de boca pra fora, gostei de verdade!
    Você teve a coragem de dizer que gostaria de levar um tiro na nuca quando nao tivesse mais solução pra você!
    Alguns religiosos devem estar se reprimindo pra não te dizer besteiras. Realmente Eutanásia é muito polêmica! Demais! Eu sinceramente não sou a favor! Prefiro que dêem sedativo para as dores! Não sou a favor em nenhum momento a suicídio!
    Essas são realmente as desculpas também de quem perde o namorado e as vezes prefere se matar pq não faz mais sentido a vida naquele momento!!

    Se quiser dar uma passada:
    http://indicoesse.blogspot.com
    http://indicoesseblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. "As organizações religiosas sem ter nada de produtivo para fazer pela sociedade a não ser torná-la mais imbecil ainda procuram polemizar e encher o saco!!!!!"

    Bom assim como todo e qualquer lugar do mundo, sempre vamos encontrar pessoas oportinistas e malcarater dentro de igrejas evangélicas ou não. Julgar não é algo que está em nossas mãos. no fim das contas é Deus por todos e cada um por si mesmo. Cuidado ao generalizar demasiado. Como já disseram, é uma discussão que não vai levar a nada...

    ResponderExcluir
  13. bom, tema polêmico e atual.

    acredito que a eutanásia é bem cruel, mas ainda sim usável.
    Eu acredito em Deus, mas creio que tenho que falar por mim e pelas outras pessoas.

    Quando vemos nos jornais: "Vão desligar os aparelhos de fulana" a primeira coisa que pensamos é de como vão matar uma pessoa e etc.
    Mas no fundo, sabemos que se estivessemos no lugar dela, a primeira coisa que iriamos querer, seria que desligassem os aparelhos.
    É muito sofrimento, é muita dor.
    Porém, acredito que tudo tem seu propósito.
    E tudo que fazemos,pagamos.
    Então, peço a Deus que me perdoe pelos meus pecados, e que eu no futuro ajude muita gente.

    bom,abraço !
    :)

    ResponderExcluir
  14. num sei se concordo não...
    não tem como saber se a pessoa que tá lá quer morrer...acredito que essa decisão não é nossa...

    --
    www.moolegal.wordpress.com

    ResponderExcluir
  15. Não precisaria muito não pra pedir ao médico o desligamento dos aparelhos. É um sadismo desnecessário o que ocorre em casos de coma irreversível, estado vegetativo, que deus é esse que fica olhando no relógio, floreando, batendo a bola aqui e ali, e não opera o tal do milagre? Há situações que, entre esperar um milagre e ver um ente querido agonizar é preferível a última opção.

    ResponderExcluir
  16. É difícil comentar,devido a complexidade do tema.
    Racionalmente falando, é aceitável, a ideia de desligar os aparelhos, pois sabe-se que as chances de volta são minímas, sem contar as sequelas.
    Mas deve ser difícil para uma mãe ou um pai, desligar os aparelhos de um filho, mesmo sabendo do sofrimento.

    ResponderExcluir

Fala tchê: