quinta-feira

ABORTO ELETRONICO.



Estamos em pleno século XXI Em breve a nossa população vai estar tão grande que nossa economia não comportará tanta gente gerando mais miséria. Por que não esterilizar em massa a população que não deseja procriar??? Por que não propor uma lei que somente quem tem interesse e condições econômicas e psicológicas tenha todo o apoio do estado para uma gravidez segura e ainda um grande apoio para a educação do filho. Engravidar por engravidar gerando em nossas maternidades diariamente milhares de filhos de ninguem, pessoas que sobrevivem, mas são vitimas do caos que é o governo brasileiro com relação ao planejamento familiar. Pelo menos se fosse aprovada uma lei que permitissem a esterilização, alguns erros poderiam ser reparados. Todos sabem que eliminaria em curto prazo o problema dos menores abandonados. Esta na hora do Brasil ser um pais maduro. A esterilização de homens e mulheres que vivem abaixo da linha da miséria ou de todas as pessoas que não quiserem mais ter filhos seria um grande passo para um Brasil melhor e mais justo.

23 comentários:

  1. Talvez fosse uma boa solução, olhando por um certo ângulo. Mas porque as pessoas que não tem boas condiçõe seriam privadas de ter filhos, se esse fosse, sei la, um de seus sonhos? não falo desses que tem filhos casuais... mas falo de pessoas sinceras, que, embora nao tendo condições, dão suas vidas para criar bem um filho.

    ResponderExcluir
  2. Isso jah devia ter acontecido. O Brasil tem crescido de uma forma desorganizada, isso m deixa a pensar o que sérá do nosso país em 30 anos.

    ResponderExcluir
  3. rsrs
    pode ter certeza...

    precisams melhorar neste aspecto




    http://paginadacomedia.blogspot.com

    Noticias reais e curiosas, todas verdadeiras e com fonte.

    -----------------------------------------
    parceria?
    marciosc1986@hotmail.com
    Vamos ajudar a aumentar nossos ganhos, clicando nos adsenses de nossos blogs parceiros!

    ResponderExcluir
  4. aceita parceria de link?
    http://nastuasmos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Acho que tempos atrás deveria já ter sido pensado nisso... Qual será o futuro???

    Comunidade "Eu tenho um Blog"

    -------------------

    Gostei do blog, parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Com certeza jah era pra ter acontecido isso!!!!

    parabens pelo blog, as pessoas deviam pensar nos verdadeiros problemas que existem no mundo ao inves de ficar quebrando a cabeça com coisas superfluas.

    Braz

    ResponderExcluir
  7. Rapaz, pensar assim é querer um governo ditatorial. Não há a possibilidade de fazer tal lei, a não ser que outra constituição seja feita e aprovada, caso contrário você estaria infringindo uma das maiores conquistas do povo brasileiro, a liberdade!

    Eu sou contra, acredito que a educação é o melhor caminho, não adianta proibir, tem que educar!

    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Vc é um cara provocador. A ideia do estado controlando a natalidade com esterialização das pessoas abaixo da linha da miséria parece mais uma propraganda facista ( lê-se Nazista ).Cara, ao invez de propor soluções, como investir na educação para melhorar a perspectiva de vida das pessoas, vc propoe que o Estado tome soluções como essa ? vc entende o que é o Estado ? Vc entende onde isso levaria ?
    Você espera soluções de algo que não existe para interferir desse modo na vida das pessoas, e sim para dar suporte e administrar os recursos de um país.E repassar os mesmos recursos para tirar as pessoas da miseria, com educação, principalmente.Essa é sua ideia de liberdade ? vc sabe aonde pensamentos como essa levam ? Limpeza Etinica ! Isso que vc propos é o q fazem na Africa, e vc ve o que acontece, é o que Hitler fez na Europa.
    Já leu Brian Aldiss ? Aldous Huxley ? George Orwell ?
    Ainda existe uma saida cara, e seu pensamento não é nem um pouco novo, revolucionario, e muito menos adequado.Não é assim que resolveremos nossos problemas, e sim, não é esperando que o Estado faça algo, a sociedade faz o Estado.
    Mas pensar babaquices como essa que vc falou é bem mais facil, não é mesmo ?

    ResponderExcluir
  9. Não acredito nessa solução,muito drástica e vai totalmente contra a nossa natureza.Acho que a informação pode ser a maior ferramenta sobre o assunto

    ResponderExcluir
  10. SEMPRE PODEMOS MELHORAR ALGO NE?


    adorei o seu post e sou fã do seu blog

    ResponderExcluir
  11. é, isso jah deveria ter acontecido. O que sera do nosso pais daqui uns anos? 10? 20? 30?

    enfim soh vendo mesmo =\

    http://nalinhadefundo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Rapaz, pensar assim é querer um governo ditatorial. Não há a possibilidade de fazer tal lei, a não ser que outra constituição seja feita e aprovada, caso contrário você estaria infringindo uma das maiores conquistas do povo brasileiro, a liberdade!

    Eu sou contra, acredito que a educação é o melhor caminho, não adianta proibir, tem que educar! [2]

    Concordo com o Fabio!!

    Abç.

    ResponderExcluir
  13. bom, eu não penso assim.
    Bom texto o seu, porém não é o que eu penso :D
    eu acho que a partir do momento que uma pessoa engravida, tem que criar o filho.
    se nao quisesse o filho, pq não usou camisinha ?
    pelo menos seria um metodo muito mais pratico de previnir :D

    ResponderExcluir
  14. É complicado, pesando muito a frente de nosso tempo podemos sim ver isso com um grande problema da humanidade, creio que so a educação faça com que as cabeças se abram e assim um futuro mais promissor

    Abraço

    ResponderExcluir
  15. post polemico mais acredito que sempre podemos acrescentar algo

    ResponderExcluir
  16. o texto nao representa necessariamente a minha opiniao concreta e definitiva sobre o assunto e sim é uma mensagem para refletirmos que algo deve ser feito. o que? nao sei? mas algo deve ser feito? e com urgencia.

    ResponderExcluir
  17. Olha acho seu blog! show! Aceita parceria de link com meu blog?
    aguardo respostas...^^

    ResponderExcluir
  18. ta ai uma coisa que vc falou bem. Nunca realmente parei pra pensar que uma gravidez segura e planejada pudesse trazer beneficio pros pais como pra sociedade em geral, puxa, melhoraria muitos problemas existentes. menores abandonados ja seriam poucos e ficariam menos crianças em orfanatos, pq deve ser horrivel p/ a criança ser criada la.. pq la não é que nem Chiquititas.

    ResponderExcluir
  19. Anônimo03:44

    Uma idéia simplista, equivocada, irreal e idiota.

    ResponderExcluir
  20. Aborto ou vasectomia, principalmente entre a população carente, mas faz uma ou duas décadas a Índia propos um controle de natalidade com a esterilização de mulheres pela ligadura de trompas e dos homens pela vasectomia, tudo feito de graça pelo governo.
    Acontece que religiosos, os direitos humanos e mais meia dúzia de babaquaras fizeram tanto barulho que o governo acabou deixando esse assunto de lado.
    Um controle de natalidade eficiente só é feito por meio da educação, de qualquer outra maneira não vai se conseguir nada, pois existem muitos interesses em manter a pobreza e a ignorância em crescimento no planeta.
    Para cada um que entra na faixa da pobreza tem um esperto que entra na faixa da riqueza, e assim vai caminhando a DES humanidade.
    Forte Abraço, e parabéns pelo Blog.

    ResponderExcluir
  21. daqui um tempo aonde vamos parar?


    se parar né?...

    ResponderExcluir
  22. Esterilizar só porque é pobre não me faz muito sentido.
    Tudo bem que o filho não terá boas condições de vida, mas isso quem teria de decidir são os pais...

    ResponderExcluir
  23. Se a sua intenção era fazer uma surpresa, nessa clicada você conseguiu. Essa foi de longe a maior besteira que eu já li num blog e me espantou ainda mais que nos comentários tenha pessoas que concordam com seu ponto de vista. Como já foi dito, esterelizar os pobres seria tão radical quanto o Nazismo! Já vi várias pessoas serem a favor da pena de morte, de grupo de estermínio e agora da esterilização do pobre. Não vejo nenhuma delas sendo a favor da educação e dos Direitos Humanos, deste último são contrários ainda mais. Todos eles influenciados pelas burrices que a mídia diz, composta por muitos "Datenas" e "Hebes", mas quando perguntados sobre referências bibliográficas, não sabem o que dizer, e assim forma-se uma opinião baseada nos "achismos" e no senso comum. Parabéns Fábio C. Martins, oddie, Rosangela A. Santos e Laerson Cruz que se posicionaram contra essa idéia, espero que o autor reflita muito no que escreveu, se eduque melhor e volte com outra opinião.

    ResponderExcluir

Fala tchê: