terça-feira

REDUÇAO DE DANOS

Poucos têm problemas com drogas. A maioria acha solução para seus problemas financeiros na revenda de drogas. Em relação ao numero de pessoas que bebem, socialmente ou mesmo regularmente, poucos tem problemas com alcoolismo. A maioria das pessoas bebe para transar, principalmente as mulheres, para relaxar antes de uma relação. O que estraga tudo é tomar álcool o dia todo para absolutamente nada. A ociosidade leva ao habito e o habito dependendo da situação de vida pode levar ao vicio. Entre os cheiradores de cocaína. A maioria é da “sexta-cheira”, (sábado - cheira, domingo - cheira...) antes da balada e deu. Usa a droga para curtir a monotonia e idiotice/mesmice/frustração das e nas festas. O cigarro sim, este já é para autoconfiança. O “careta” não da nenhum barato. Fui fumante quinze anos. Até hoje não sei por quê? Erva, haxixe e estase/cogumelos/alucinógenos/calmantes tem efeito efêmero perto de uma dose de uísque... Mas junto com ela a coisa já muda e muda muito. O café é um baita dum ligante. Os ligantes tarja preta (anfetaminas) emagrecem, mas dão uma baita falta de ar e ansiedade. O crack é estranho, por que da um minuto de ligadeira/euforia (Para que pagar R$ 20,00 por um minuto de felicidade se podemos ter 24 horas de sofrimento “de grátis” – não entendo essa gente...) e deu: morreu o barato e a grana. Proibir o consumo é impossível. Hipocrisia. Se eu tomar duas garrafas de vinho tento comer a mulher do prefeito...ou até o prefeito (Metáfora.). Isso é com todos. Ensinar o consumo consciente: quanto menor o consumo da droga maior será o barato, tanto o do álcool quanto o da cocaína ou do crack (Dizem!! Dizem!!!). Colocar na cabeça das criaturas que a partir do momento em que a sua relação com seu vicio esta interferindo nas suas relações com a sociedade e que a coisa esta errada e a culpa não é os outros. Infelizmente o mundo nunca esta errado, ele somente é cínico, safado e mentiroso. Se alguém tiver algum pepino com alcoolismo à saída é por ai. Acredito que a redução lenta e gradual do consumo pode ser a melhor maneira de livrar a pessoas de muito vícios e um detalhe: Em hipótese alguma ela pode ser discriminada:


-Senta ai meu filho, fuma tua pedrinha vendo a novela com a tua vó. .



- Então ta pai. Não vais me criticar?



- Capaz! Sou moderno.



- Quer um pega?



- Isso brocha!



- Isso é lenda.



- Não é não... E tu sabe muito bem disso



- Tu não da mais conta dos teus namorados, tchê?!!?



- É a idade, Veio!!!



- 15 anos....



As mentiras/hipóteses/lendas podem salvar muitas vidas e geralmente o dependente químico é um idiota que acredita em tudo, pois fuma sal com bicabornato ou cheira cimento cola, tomando junto um litro de cachaça e acha que fica muito louco por causa da droga. Vamos aproveitar esta brecha ou limitação. Todo o viciado é burro...se não são burros são uns baita duns otários e otários adoram vigaristas. A sociedade deve fazer sua parte.

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Lindo teu blog:)

    Muito divertido.

    Bjokas

    ResponderExcluir
  3. cara bellissimo seu blog tem texto muito bom mesmo ta .

    ResponderExcluir

Fala tchê: